30.12.15

Natal 2015

Tinha tantas expectativas com este Natal e tudo foi falhando. 
Com 20 meses, esperava que a Maria Victória já se pudesse entusiasmar com o Natal. No ano passado, com 8 meses, tudo lhe foi indiferente, apesar de toda a decoração e sessão fotográfica natalícia.
Este ano, fomos adiando a árvore de Natal porque já sabíamos que não ia durar 10 minutos em pé. Ainda assim, no ano passado, veio abaixo graças aos nossos filhotes felinos. Resolvemos, então, fazer a árvore de Natal no escritório. É uma área onde passamos menos tempo e a árvore ficava menos exposta a ataques dos gatos e da Maria Victória. Enquanto preparava a filhota para dormir, o pai decorou a árvore com tudo o que havia em casa. Escusado será dizer que, no dia seguinte, tirei estas fitas da nossa infância de que ele tanto gosta. Mas o que fez a Maria Victória saltar de alegria foram as Bolas. Quais luzes, quais quê! E era um castigo para a afastar das bolas. Arrancou uma série delas, tal como era esperado. Na zona inferior da casa, fizemos uma pequena árvore com presépio e a vítima foi o Menino Jesus. Desde que foi apresentado ao Jesus em Agosto, na minha aldeia, que ficou fascinada. Consegue identificar imagens religiosas e chama "Jesus". Em Setembro, estávamos numa esplanada e passou uma procissão e lá foi ela a correr atrás do Jesus. E, pronto, cá em casa o Jesus não tem descanso. Já lhe disse que é um bebé e que está a dormir, mas ela faz questão de ir lá pegar-lhe. Já partiu um presépio dos avós. Não sei com idade é que as crianças conseguem apreciar a beleza das decorações de Natal sem lhes tocarem, mas anseio por esse dia. 
Comprei roupa especial para esta quadra. A tia ofereceu-lhe um vestido muito bonito. Pensei em fazer uma sessão fotográfica, como no ano passado. O pai foi logo avisando que não queria nada disso, que não gosta dessas coisas. Fui adiando, não marquei nada. Entretanto, ela ficou doente com uma constipação e eu fiquei cheia de trabalho. Não há registos de jeito deste Natal. E fico furiosa comigo quando penso nisso. O melhor que lhe posso deixar são estas memórias e não tenho nada deste Natal.
Muitas vezes tenho pouco tempo. O que opto por fazer é usar esse pouco tempo e passá-lo com a minha filha. Nessas alturas, não há facebook, nem blog, nem fotos. Acho que esse vínculo é até mais importante do que o resto. Prefiro assim. 
Este Natal foi assim. Sem registos, com ela. 
Passámos a noite da Consoada com a família do Pai. Foi muito bom ter uma criança a animar a noite. Foi ela que distribuiu os presentes e até dizia "Obrigada" quando os entregava. Os presentes dela foram recebidos em dias diferentes. Nessa noite, recebeu um livro, uma almofada fofa, mais um brinquedo e roupinha gira. Em casa, tínhamos mais roupa e mais brinquedos que abrimos na manhã de Natal. No dia de Natal fomos a casa da minha mãe e do meu pai. Ainda havia mais alguns presentes reservados. Notei que tinha mais vontade em entregar presentes do que em receber e isso deixa-me muito feliz. Não queria criar a minha filha no consumismo e na futilidade. Receio que seja muito difícil por ser a única criança na família. Por muito que eu tente controlar estas coisas, como posso eu evitar que outros membros da família a encham de presentes? Apesar de eu não querer que ela acumule bens materiais, posso retirar esse gosto a quem lhe quer bem? 


29.12.15

Quando há meninas em casa...
















24.12.15

Feliz Natal!!!

22.12.15

Embrulhar presentes em casa

Ideias giras para embrulhar os presentes em casa. Fáceis de fazer e vão arrancar sorrisos, certamente!

























Unhas a cair

Há umas duas semanas, notei que a unha do polegar da minha Maria Victória estava estranha. Parecia que estava cortada na base. Pensei logo que se tinha entalado nalgum sítio, apesar de ninguém ter notado nada. Também não havia trauma, alteração de cor e não lhe dói. Passados uns dias, uma nova unha nasceu por baixo da que se está a soltar. Entretanto, na outra mão, mais uma unha se está a soltar e as restantes estão com áreas mais esbranquiçadas. Dá dó só de ver, mas não me parece que lhe doa ou lhe cause desconforto.

Segundo o que pesquisei, umas semanas após a Herpangina, é comim as unhas dos pés e das mãos caírem. Nasce uma nova unha e fica tudo normal.

21.12.15

Vencedores Passatempo Bebitus

Os vencedores do Passatempo Bebitus são:

Tabuleiro Goula - Aníbal Frederico Leite
Peluche Lamaze - Ana Pacheco

Serão contactados por e-mail para nos fornecerem as moradas

Muitos parabéns!

20.12.15

Vencedor Giveaway Mary Jane

O vencedor do Giveway Mary Jane é a Filipa Sequeira Vieira. Muitos parabéns!
Por favor, contacte a Mary Jane para reclamar o seu prémio.

16.12.15

O primeiro palavrão da Maria Victória


Imagem: Pinterest

Nos últimos tempos, a minha princesinha tem-nos deliciado com imensas palavras novas. Todos os dias é uma surpresa e fico sempre incrédula com a capacidade que estas crianças tão pequenas têm de absorver tudo à sua volta.
Recentemente, brindou-nos com um "Bigada" sempre que lhe passamos algo para a mão. E di-lo com toda a naturalidade, como se sempre o tivesse dito. Eu sempre faço questão de lhe dizer estas palavras, mas nunca pensei que as fosse aplicar tão bem. Também diz "Ó, não"! Mas já reparei que nos desenhos animados dizem isso a cada 30 segundos... "Ó, vida!" também é muito bom, mas não sei de onde veio, já que não é expressão muito usada por aqui.
Hoje, aconteceu o já há muito temido e esperado.
Enquanto estávamos nas brincadeiras antes de ir para a cama, o pai via qualquer coisa no telemóvel e soltou um descontraído "Que pu...!". Ele não terminou a palavra, mas a Maria Victória, sim. E sai-se com um "puta" e, não satisfeita, repete "puta". Tentámos ignorar, não valorizar, pois já sei que se sente que achamos piada, vai sair-se com essa a toda a hora. Tive que me afastar para chorar a rir. Juro que nunca esperei que isto acontecesse assim.
A conclusão a que eu chego, apesar de já saber isto na teoria dos livros de pedagogia, é que estas crianças são esponjinhas. Absorvem tudo e é nossa responsabilidade orientá-los para que absorvam o melhor que o mundo tem. Muito honestamente, talvez por ser Transmontana, não considero que os palavrões que dizemos como forma de aliviar a tensão ou quando nos magoamos sejam muito maus. Há uma descompressão sempre que os dizemos! Os palavrões usados como ofensa, sim, são maus e devem ser recriminados. Mesmo a bonecada que os miúdos vêem na TV deve ser supervisonada por nós. Não pode servir apenas como hipnótico enquanto preparamos o jantar. Convém que aprendam alguma coisa com isso.
As crianças aprendem mais com o que nos vêem a fazer do que com o que lhes ensinamos. Não podemos esperar que os nossos filhos gostem de livros, se não vêem os pais a ler ou não há livros em cada. Não podemos esperar que os nossos filhos não digam palavrões, se nós os usamos. É o exemplo que mais marca as crianças.
Hoje, ri-me imenso com o palavrão, mas fica a lição!

12.12.15

Giveaway Mary Jane | Teste Positivo

Juntamente com a Mary Jane, estamos a sortear duas fitas para o cabelo para mãe e filha. 
As fitas serão escolha da vencedora, mediante disponibilidade de stock.




Para poderem ganhar este conjunto matchy-matchy, so têm de:

- Fazer like na página de facebook da Mary Jane
- Fazer like na página de facebook do Teste Positivo
- Partilhar este post no facebook
- Comentar, identificando 2 pessoas

Termina a 19 de Dezembro, às 23:59.
O sorteio vai ser feito através de random.org

Vencedor do giveaway Bordados Cogumelo

And the winner is...


Muitos parabéns, Lena Macedo. Valeu a pena todo o empenho!

9.12.15

Procuram-se parceiros de negócio

Ando à procura de possíveis negócios interessantes, aos quais eu me possa associar.

Se tem uma ideia e precisa de parceiros ou se já tem um negócio mas precisa de incentivos, conte-me a sua história para o e-mail do perfil ou por mensagem privada no facebook.


5.12.15

19 meses

Hoje lembrei-me que não escrevi nada sobre os 19 meses do meu tesouro. Calhou precisamente nos dias em que estava agendada a mudança do blogue do sapo para o blogspot e não queria que o post não ficasse gravado. Depois, fui adiando.
Agora, que estamos só as duas em casa, protegidas pela Tonicha e pelo Joaquim, e ela dorme tranquila no meu colo, apetece-me escrever sobre ela. 

- gosta de leite à temperatura ambiente 
- não gosta de leite morno ou quente
- gosta de queijo
- gosta de pão
- gosta de água 
- gosta de petiscar a comida dos outros
- gosta de estar sentada na cadeira da mãe 
- gosta do Jesu(s)
- gosta do "Noné" (Ganesh)
- não gosta de fitas no cabelo
- não gosta de sentir o cabelo nos olhos
- gosta que lhe penteiem o cabelo 
- gosta de pôr perfume
- gosta de usar a sua pulseira 
- gosta de dormir com a mamã e o papá 
- gosta de fazer "titão" (=dlim dlão) em qualquer coisa que esteja pendurada
- gosta de sentar-se ao colo do pai quando ele está no carro e fazer "vrum vrum"", enquanto gira o volante e mexe na manente da velocidades 
- gosta de tocar à campainha
- gosta de acender e apagar luzes 
- gosta de comer comida de gato
- gosta de varrer o chão 
- não gosta de barulho 
- não gosta de ser solicitada por muita gente ao mesmo tempo
- gosta de andar em bicos de pés 
- gosta de andar de baloiço
- gosta de escorregas 
- gosta da Minnie
- gosta do Panda e os Caricas 
- gosta de dançar ao som de música "pimba" dos programas da tarde do fim‑de‑semana 
- não gosta de deixar a mamã 
- não gosta de ser incomodada com nada quando tem sono 
- gosta de falar com a mamã ao telefone, mas apenas por 5 segundos
- gosta de falar pelo FaceTime 
- trata todos os avós por Vovô e Vovó, mas também chama Mãe à minha mãe
- gosta de provar a colher depois da mamã terminar a cevada
- gosta da massa da piza
- gosta de se pendurar no sofá
- gosta de bebés e "minos" e "minas"
- gosta de fazer cavalinho em qualquer pé que esteja a jeito
- gosta de se ver ao espelho e faz poses
- gosta de tomar banho com a banheira cheia de brinquedos e frascos de champôs e do que houver 
- gosta de pôr o pé em cima de tudo
- gosta de livros
- gosta de bolas
- gosta de bichinhos
- não gosta de ser medida e pesada no médico 
- não gosta de enfiar camisolas pela cabeça
- gosta de desligar o computador da mamã 
- gosta de acordar o papá, abrir-lhe os olhos, puxar-lhe o nariz e o cabelo
- gosta de mexer na box da TV e da net
- gosta de abrir gavetas e tirar tudo para fora
- gosta de saltar na cama 
- gosta de colinho
- e gosta de tantas outras coisas que eu podia ficar aqui toda a noite a falar do meu amor.


4.12.15

Passatempo Bebitus

A Bebitus é uma empresa de venda online de produtos para bebés, líder em Espanha e França e, agora, em Portugal. Podem encontrar na Bebitus grandes marcas como Dodot, Chicco, Nestlé, Mustela, Nutribén, Concord, Maclaren, Fisher Price, entre outros.


Para se habilitarem a este prémio basta seguirem estes passos:
1. Fazer registo no site www.bebitus.pt. Clique aqui para aceder.
2. Fazer like na página do facebook do Teste Positivo e partilhar de forma pública este post
3. Preencher o formulário abaixo até 18 de Dezembro, às 23:59. 

Só será contabilizada uma participação por e-mail.
O vencedor será escolhido aleatoriamente através do Random.org.

Boa sorte!

.